25 anos do Seminário Maior N. Sra. da Conceição


O Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição conclui, nesta segunda-feira (7), dia consagrado a Nossa Senhora do Rosário, a programação comemorativa dos seus 25 anos de fundação. O arcebispo da Arquidiocese de Aracaju, Dom João José Costa, presidirá uma missa em ação de graças, às 17h, na capela da instituição. Todos os sacerdotes da nossa província eclesiástica, convidados especiais para a Santa Missa, serão homenageados.


Pontuada com celebrações eucarísticas diárias, homenagens e atividades culturais e recreativas, a programação do Jubileu de Prata do Seminário Maior começou no dia 30 de setembro e foi enriquecida com a participação dos bispos da Diocese de Palmeira das Índios/SE, Diocese de Estância/SE, Arquidiocese de Aracaju e da Diocese de Propriá, Dom Vitor Agnaldo de Menezes. Na ocasião da presença de nosso bispo diocesano, os seminaristas Cristiano Santos, Rafael Araújo e William Barros receberam o Ministério de leitor; e os seminaristas Claudivan, Diego, Jairo e Vinicius foram admitidos às Ordens Sacras.



25 anos de História


Era 7 de outubro de 1994 quando Dom Luciano Cabral Duarte (arcebispo de Aracaju), Dom José Palmeira Lessa (até então bispo de Propriá) e Dom Hidelbrando (Bispo de Estância) acordaram em reunião na cúria metropolitana de Aracaju a criação do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição. A medida buscava corresponder a uma necessidade urgente. Pois, além da escassez de vocações a formação dos vocacionados era fracionada em Seminários espalhados pelo país. Assim, a fomentação da criação do Seminário em Aracaju afinava-se com a prescrição canônica que afirma: “é dever e direito próprio e exclusivo da Igreja formar os que se destinam aos ministérios sagrados.” (Cân. 232). Nesse ínterim, considerando as exigências particulares de cada Igreja e visando uma formação personalizada, o seminário local proporcionaria uma maior eficiência. (cf. Cân. 245 - § 2).


Desta forma, para dar início as atividades do Seminário, na mesma reunião fora nomeado como primeiro reitor, o padre Carlos Alberto (atual bispo de Itabuna/BA). De modo um tanto improvisado, a primeira turma do seminário de Aracaju, constituído por oito seminaristas, instalou-se no Convento São Francisco de Assis, cidade de São Cristóvão/SE. Com o aumento do número de seminaristas, foi necessário transferir a sede do seminário do Convento em São Cristóvão para o antiga sede do Seminário Menor, no bairro Industrial de Aracaju; até que no 2000 deu-se início a construção da sede na qual até hoje o seminário está instalado, no bairro Lamarão em Aracaju.


O crescimento do Seminário em números de vocações assim como organização estrutural e acadêmica é fruto do crescimento de uma cultura vocacional na comunidade católica de Sergipe. E, nesse sentido, a Oração pelas vocações sacerdotais e religiosas escrita por Dom Luciano na Sacristia da Capela São Salvador, centro de Aracaju, foi responsável por criar essa cultura de promoção, abertura e manutenção das vocações. O povo pediu ao Senhor da messe pastores segundo Seu coração e Ele assim lhe concedeu.


A Igreja reconhece que a formação do futuro clero é uma tarefa para a qual se deve dedicar atenção. Os tempos hodiernos, por sua complexidade, mais do nunca, exigem essa determinada atenção. De modo que, no seminário a formação não se ocupa em primeira instância com números de seminaristas, mas, sobretudo com a “formação integral” dos candidatos - protagonistas da formação - ao sacerdócio ministerial. Por isso cada seminário deve compor seu projeto formativo (cf. Ratio Fundamentalis, 2016, nº 10), isto é, um “itinerário” que efetive as etapas pedagógicas da formação em suas dimensões, isto é, espiritual, intelectual, humano-afetiva, comunitária e missionária-pastoral. Apesar de todos os desafios, a vida comunitária no seminário dá testemunho da fraternidade evangélica para a qual Jesus Cristo chamou os seus discípulos. O seminário é o lugar para estar e se configurar a Cristo, o Sumo Eterno Sacerdote. (cf. Hb. 2, 9).


Nesse sentido, a celebração de aniversário do seminário significa a oportunidade de uma reflexão, além de histórica, que busca dar cumprimento e continuidade a obra de Cristo: um pastoreio segundo seu Sagrado Coração, como afirma a Pastores Dabo Vobis. (cf. nº 2).



Com informações:

Seminário Maior (ASCOM)

Arquidiocese de Aracaju

Diocese de Propriá

Igreja Católica Apostólica Romana

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

CNBB NE 3 / Sub-regional 2

Contato:

Telefone: (79) 3322-1757

E-mail: diocesepropria@bol.com.br

Cúria Diocesana:

Travessa Municipal, 117

49900-000 / Propriá-SE

Func.: Seg a Sex: 08h às 12h / 14h às 18h

Todos direitos reservados a Diocese de Propriá 

logo 2.png