A COMUNIDADE CATÓLICA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA CELEBRA 22 ANOS DE EXISTÊNCIA NA CIDADE DE PROPRIÁ



A comunidade Nossa Senhora de Fátima comemorou no último dia 16 de julho vinte e dois anos de existência, celebrando o carisma que Deus inspirou por meio do seu fundador, Otávio Costa Neto no ano de 1999: doar a vida como Maria aos pés da Cruz. A mesma, possui Direito Diocesano, adquirido 18 anos depois de sua fundação, pelo então bispo diocesano Dom Mario Rino Sivieri (in memoriam) no dia dez de agosto de 2018.


Sabemos que os novos tempos exigem da Igreja novas formas de ação missionária e de inspirações que correspondam com o anúncio necessário e urgente do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo. Desse modo, e por inspiração a referida comunidade está inserida na Paróquia Santo Antônio de Propriá nos serviços de evangelização, catequese, programas de rádio e grupos de oração, bem como realiza visitas às famílias levando a presença da Igreja, o anúncio da boa nova e conforto aos corações dos que mais necessitam; a missão também se estende com as visitas que são realizadas ao Hospital Regional São Vicente de Paulo e ao Recanto do Idoso, missão estas que estão suspensas devido a atual situação pandêmica que o mundo inteiro enfrenta.


Em conversa com Otávio, ele afirmou que a Comunidade está “à disposição da Santa Mãe Igreja nas missões e serviços em que forem solicitados”.



Jubilosos pelo momento celebrativo e abertos à graça de Deus os membros consagrados na comunidade se reuniram após o dia dezesseis em Retiro Comunitário. O fundador da comunidade partilhou acerca das inspirações de Deus: “o que ficou muito forte, foi a necessidade de voltar ao primeiro amor (Cf. Ap 2, 4) , de mergulhar nas águas do Carisma, a fim de exalar o perfume de Jesus e Maria para o mundo”.


É fundamental para todos os batizados na fé da Igreja que todo e qualquer itinerário se faz em comunhão sólida “com os Pastores que Deus escolheu e consagrou para reunir e santificar o seu povo no fulgor da fé, da esperança e da caridade”, sendo assim, “o compromisso dos Movimentos é compartilhar, no âmbito da comunhão e missão das Igrejas locais, as suas riquezas carismáticas de modo humilde e generoso” (Mensagem do Papa João Paulo II aos participantes no seminário de estudos sobre os movimentos eclesiais e as novas comunidades, 18 de junho de 1999).


Assim sendo, ao longo desses 22 anos, a comunidade tem experimentado, segundo Otávio, o amor e a fidelidade de Deus “na oferta de nossas vidas e no novo Dele para o Carisma e para a missão, pois o Carisma não se modifica, mas tende a se atualizar, a se inovar”.




São João Paulo II afirmou que as novas comunidades são frutos da própria Igreja e em decorrência disso são expressões da sua missionariedade, e que tais comunidades tem como um dos frutos mais importantes: “o de saber libertar em tantos fiéis leigos, homens e mulheres, adultos e jovens, um vivo impulso missionário, indispensável à Igreja” (18 de junho de 1999).


Ardorosos de prosseguirem com este impulso missionário, todos se reuniram na sede da comunidade para concluir os festejos com um jantar, partilhando os sabores culinários, mas sobretudo os sabores da alegria de conviver uns com os outros, num clima de verdadeira fraternidade.