CARMELO DE PROPRIÁ CELEBRA A MEMÓRIA FESTIVA DE NOSSA SENHORA DO CARMO



CARMELO DE PROPRIÁ CELEBRA A MEMÓRIA FESTIVA DE NOSSA SENHORA DO CARMO


Entre os dias 14 e 16 de julho, o Carmelo da Imaculada Conceição, situado na Diocese de Propriá, recebeu a visita canônica do seu Provincial, o Frei Emerson, advindo da cidade de São Paulo, exclusivamente para esta finalidade. O frei, ao longo desses dias esteve reunido com as irmãs para a escuta, oração e reflexões.


No dia 16, as Irmãs Carmelitas Descalças da nossa Diocese, com os Carmelitas Descalços Seculares e unidas à toda Ordem do Carmo, celebraram a grande festa de Nossa Senhora do Carmo que foi presidida pelo Provincial, Frei Emerson, e concelebradas pelos padres Clebson (Cura da Catedral), o Pe. Ricardo, pároco da paróquia Santo Antônio em Ilha das Flores e o pe. Gustavo (Assessor de Comunicação da Diocese).




Em sua homilia, o Frei Emerson ressaltou que a vocação carmelitana é o sinal da fecundidade testemunhada para a vida do povo e que esta só tem sentido quando os que são chamados a essa vocação se configuram à Virgem Maria, pois é ela quem lhes transmite a alegria do próprio Cristo, sinal da vida comunicada a todos, e estes devem comunica-la da mesma forma, e como disse o profeta Eliseu, proclamar: “Vive Deus, na qual presença estou” (Cf. 2 Rs 5, 16).


As carmelitas são as que geram vida por meio de suas orações, pela entrega e consagração a Deus com suas vidas doadas, gerando redenção na simplicidade. O frei continuou dizendo que de Jesus recebemos o maior presente: sua Mãe, a quem Ele nos entregou do alto da Cruz. João honrou este presente, levando-A para sua casa, de modo que o verdadeiro carmelita é aquele que acolhe Maria em sua casa, e contarmos com ela também em nossos sofrimentos, na cruz que temos que carregar: “Quando a invocamos, ela nos confirma na oração, mantendo-nos fiéis à vocação”, frisou o provincial.


O frei sublinhou que Nossa Senhora do Carmo é mãe que nos acalenta e nos protege e o escapulário - que não foi imposto nos fiéis esse ano devido à pandemia -, é o sinal desta proteção, pois, saindo da Terra Santa e chegando a Europa, Ela deu este sinal do reconhecimento da sua proteção entregando-o a São João Stock, portanto, “mais do que um símbolo do serviço, é um sinal da proteção de Maria”.




Depois de render graças pelas irmãs que aqui testemunham a vocação que o Espírito Santo suscitou em Santa Teresa d’Ávila, com ousadia, por saber em quem colocou sua confiança, o Frei Emerson rogou que o Senhor concedesse novo alento à Igreja por meio dos Carmelitas.


A celebração foi seguida do café da manhã das Irmãs e do Capítulo Eletivo, no qual foi reeleita como Priora do Convento a Irmã Maria de Jesus e como conselheiras a Ir. Teresa Benedicta, Ir. Ana Maria e a Ir. Teresinha.

O Carmelo da Imaculada está em Propriá há trinta anos e está localizado na Rua Dom José Palmeira Lessa, no Bairro Fernandes em Propriá/SE. Aqueles que desejarem ajudar as irmãs, podem comprar os artesanatos que elas mesmas produzem ou fazer suas doações por meio da chave pix 79 988030889 ou 32784514/0001-71.


"O Senhor não olha tanto a grandeza das nossas obras. Olha mais o amor com que são feitas." Santa Teresa d'Ávila.