"Louvado sejas, meu Senhor"! Tudo está conectado!





5º Domingo da Páscoa Primeira Leitura (At 8,5-8.14-17); Salmo Responsorial (Sl 65); Segunda Leitura (1Pd 3,15-18); Evangelho (Jo 14,15-21).


"Louvado sejas, meu Senhor"! Tudo está conectado!

O Papa Francisco está nos convidando para que durante toda essa semana possamos celebrar os cinco anos da sua Carta Encíclica Laudato Si, sobre o cuidado da Casa Comum. Uma celebração que além de orante deve ser pensante e provocar reflexão, a fim de darmos passos significativos dentro do também significativo contexto atual, o qual mais que nunca clama por mudança e por renovação - estrutural, inclusive - da nossa sociedade.


A medida que esta vinha "perdendo os freios" em diversos âmbitos, níveis e espaços, a própria natureza e a fragilidade humana fez perceber em última instância que a vida pede vida, que a compatibilidade da vida é a própria vida, a exemplo do Cristo que a tendo em abundância, sendo Ele a própria vida, no-la dá plenamente (Cf. Jo 10,10).


Aqui está a razão da nossa fé: deixarmo-nos transformar e renovar pelo Senhor da Vida e sermos capazes de levar transformação e renovação para o mundo. É n'Ele que nós cremos e esperamos, é ele a razão da nossa esperança: o Homem Novo, Cristo Ressuscitado, renovação do mundo e ressurreição da humanidade. Ele que "sofrendo a morte recebeu a vida pelo Espírito" (cf. 1Pd 3,18).


O Papa nos convida a rezar, jejuar e realizar atos de caridade. Estes são passos fundamentais para os que desejam e querem promover um mundo novo implantado pela novidade do Evangelho.

Neste mundo tão conturbado com suas crises - que não acontecem somente fora de nós, mas também dentro de nós - a liturgia nos reafirma que dá para acreditar e ter esperança, sim, basta perceber a graça transformadora na ida de Felipe à Samaria: a conversão, a renovação da vida que aconteceu para aquele povo ao acolherem a Palavra e se abrirem à ação do Espírito. E era grande a alegria daquela cidade. Assim como será grande a alegria dos que se deixarem alcançar pelo Senhor e por Ele ser instruído.

Por mais que tudo pareça incerto e ameaçador, nós temos um Defensor, não estamos órfãos, não esqueçamos disso. Estejais prontos diz a carta de São Pedro. Prontidão que nossa fé nos dias de hoje exige: prontos para solidariedade, prontos para um novo tempo, prontos para novas relações humanas, prontos para renovar a vida, prontos para uma ecologia integral, prontos para vencer o próprio egoísmo, prontos para superar os próprios limites, prontos para retirar o que é excesso, esvaziar-se do que é supérfluo e encharcar o coração do Espírito de Deus. Que Ele mesmo nos inspire e nos ajude a prosseguir.


Por Pe. Gustavo Santos de Souza Martins

Diocese de Propriá

Igreja Católica Apostólica Romana

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

CNBB NE 3 / Sub-regional 2

Contato:

Telefone: (79) 3322-1757

E-mail: diocesepropria@bol.com.br

Cúria Diocesana:

Travessa Municipal, 117

49900-000 / Propriá-SE

Func.: Seg a Sex: 08h às 12h / 14h às 18h

Todos direitos reservados a Diocese de Propriá 

logo 2.png