NOTA DE ESCLARECIMENTO

Atualizado: Jun 28



A Diocese de Propriá, emitiu na manhã desta sexta, 26 de Junho, nota de esclarecimento sobre vídeo que circula nas redes sociais referente à Fazenda da Esperança em Gararu/SE. A nota na íntegra pode ser acessada no arquivo anexado abaixo:

NOTA DA DIOCESE (1)
.pdf
Download PDF • 880KB




NOTA DA DIOCESE DE PROPRIÁ SOBRE VÍDEO QUE CIRCULA NAS REDES SOCIAIS REFERENTE À FAZENDA DA ESPERANÇA EM GARARU/SE

Reverendíssimos Padres,

Religiosos e religiosas,

Estimados fiéis leigos da nossa Diocese, saúde e paz!

Desde o início da tarde desta última quinta-feira, 25 de junho, circula nas redes sociais um vídeo no qual um senhor chamado Josimar dos Passos Nascimento alega ter sido surpreendido com a suposta notícia de que eu irei fechar a Fazenda da Esperança em Gararu/SE, tendo inclusive já determinado a saída de todos os membros e internos daquela localidade no prazo de 60 dias, sob pena de serem tomadas medidas judiciais para isso.

No vídeo, o referido senhor afirma que há interesse de minha parte em destruir a obra feita por nosso saudoso Bispo Emérito Dom Mário Rino Sivieri, no tocante ao tratamento e recuperação de dependentes químicos, e faz inúmeras ameaças de apresentar denúncias contra mim às mais diversas autoridades religiosas, inclusive à CNBB e até mesmo a Sua Santidade, o Papa Francisco.


O dito senhor aproveita a oportunidade para desferir insultos contra mim, chamando-me de “vaidoso” e me comparando ao que classifica de “político de terceira, que quando ganha um cargo destrói um chafariz ou uma escola que um outro fez, ou pinta só para mudar a placa e botar o nome”. Além disso, Josimar insinua que eu não gosto da Diocese de Propriá por se tratar, nas palavras dele, de “uma Diocese pobre”.


Por fim, Josimar exige à população de Propriá e de todo o Estado de Sergipe que cobre de mim explicações sobre “quais os motivos que estão ensejando fazer isso na surdina”, alegando que irá às rádios da cidade de Propriá para expor a notícia e cobrar de mim as explicações que, de forma soberba e injusta, julga pertinentes, como de fato ocorreu nesta manhã de sexta-feira, 26 de junho.


De início, deixo claro a todos os fiéis católicos da Diocese de Propriá e demais cidadãos do Estado de Sergipe que nunca houve de nossa parte a intenção de fechar a Fazenda, sendo, portanto, inverídicas todas as informações constantes do malfadado e injurioso vídeo. Ao contrário disso, nossa Diocese irá, a partir de agora, assumir de maneira autônoma e independente os trabalhos de tratamento e recuperação de jovens dependentes químicos. O que ocorre é apenas a transição da marca FAZENDA DA ESPERANÇA, que irá sair para dar lugar à FAZENDA DOM MÁRIO RINO SIVIERI, mas o trabalho social realizado não será interrompido.


É de total interesse da Diocese de Propriá intensificar e aperfeiçoar a obra fundada por nosso inesquecível Dom Mário, de modo a melhor atender às necessidades dos recuperandos que lá se tratam. Não se trata de uma cisão, mas de uma nova proposta de gestão, e que, devido à estrutura organizacional da Fazenda da Esperança, não é possível que possa conduzir esse novo projeto.


De forma alguma destruirei as obras dos meus predecessores. Ao contrário, este Bispo, que, com a graça de Deus, não tem vaidade alguma, juntamente com o Clero, os religiosos, as religiosas e o povo de Deus da Diocese de Propriá, haverá de honrar o trabalho social que em Gararu foi implantado por Dom Mário, dando sequência ao que ali se faz, fortalecendo tudo que tem sido feito.


Com efeito, já estamos nos mobilizando para buscar cada vez mais a implementação de melhorias nesse sentido e, dentre os vários projetos que estão sendo elaborados, registra-se, inclusive, a criação, no futuro próximo, da Fundação Dom Mário Rino Sivieri, como forma de perpetuar o legado do nosso terceiro Bispo.


Esclareço, ainda, que não há nenhum rompimento ou litígio entre a Diocese e a Fazenda da Esperança, de modo que tal transição vem sendo feita num ambiente fraterno e de unidade entre ambas as instituições, tão amadas por Dom Mário durante todo o tempo em que aqui esteve e não menos reconhecidas e zeladas por mim, que, aliás, tenho plena consciência da minha pequenez diante do Báculo e da Cruz Peitoral, que, pela mercê de Deus e pela benevolência do Santo Padre, me foram conferidos, na forma do que prescreve o Direito Canônico. Que o Cristo Jesus jamais me faça apartar dessa consciência.


No exercício do múnus que me foi conferido pela Santa Igreja, não desviarei as minhas ações tampouco temerei enfrentar os desafios que a missão episcopal me apresentar. Da mesma forma, não tremerei diante de acusações falsas, como as que me foram imputadas e que, nesta nota, refuto veementemente de cabeça erguida.


A Diocese de Propriá coloca-se à disposição de todos, para sanar quaisquer dúvidas que porventura restarem.

Por fim, informo que o setor jurídico da Diocese de Propriá tomará as medidas jurídicas e legais cabíveis em relação às ofensas e ameaças contidas no nefasto vídeo divulgado.


Pedindo a intercessão de Nossa Senhora de Fátima, abençoo todo o povo de Deus da nossa querida Diocese de Propriá.


Dado e passado nesta episcopal cidade de Propriá/SE, aos vinte e seis dias do mês de junho do ano do Senhor de dois mil e vinte.


DOM VÍTOR AGNALDO DE MENEZES

BISPO DIOCESANO DE PROPRIÁ



Diocese de Propriá

Igreja Católica Apostólica Romana

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

CNBB NE 3 / Sub-regional 2

Contato:

Telefone: (79) 3322-1757

E-mail: diocesepropria@bol.com.br

Cúria Diocesana:

Travessa Municipal, 117

49900-000 / Propriá-SE

Func.: Seg a Sex: 08h às 12h / 14h às 18h

Todos direitos reservados a Diocese de Propriá 

logo 2.png