ORDENAÇÃO DIACONAL FRT. ANTÔNIO CARLOS CANUTO DE MELO


Nosso bispo Diocesano, neste dia 14, véspera da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, ordenou presbítero, para a Igreja o diácono Frt. Antônio Carlos Canuto de Melo, SDN, natural da Cidade de Porto da Folha, da comunidade Boa Vista de Santo Antônio, que é assistida pela Paróquia Sagrado Coração de Jesus na cidade de Monte Alegre de Sergipe; o neo-sacerdote pertence a Congregação dos Missionários de Nossas Senhora do Santíssimo Sacramento.


A ordenação Presbiteral aconteceu na Matriz de Nossa Senhora da Conceição (Porto da Folha). Em sua homilia, Dom Vitor ressaltou que ninguém se dá a essa honra - de ser presbítero - senão o próprio Senhor que se digna chamar homens, apesar de suas fraquezas, para esta missão, de modo que participe com Ele desse grandioso mistério.


Convidado a ser Pastor, o presbítero deve se colocar a serviço dos irmãos. Dom Vítor mencionou que não se refere ao governo, mas à vida.

"Tu não és chamado a fazer coisas, mas a dar e compartilhar a vida, [...] pois o sacerdote, seja quem for é outro Cristo".



Lembrando a fala do Papa Francisco aos sacerdotes, Dom Vitor recordou ao ordenando e a todos os presentes que o padre, é aquele que se faz compassivo, terno e próximo:

Próximo a Deus, na oração; próximo ao superior, na unidade; próximo aos irmãos sacerdotes na verdade; próximo ao Povo de Deus na humildade.


Pe. Antônio escolheu como lema sacerdotal o trecho da primeira carta de São Pedro "Apascentai o rebanho de Deus que vos foi confiado" (1 Pd 5, 2). E foi revestido com as vestes sacerdotais pelo pe. Marivaldo e pe. Clovis.



Enquanto missionário o Pe. Antônio fez pastoral em diversas paróquias da nossa Diocese, como Gararu, e Graccho Cardoso. A ordenação foi concelebrada por diversos padres diocesanos e religiosos advindos da região amazônica, de Minas Gerais e de Goiás, dentre eles o Pe. José Raimundo SDN (Superior Geral), o Pe. Marcos, SDN (Vice-Superior), o Pe. Isaías, SDN (Conselheiro Geral), o Pe. Heleno, SDN (Vice-Postulador da causa de Beatificação do Pe. Júlio Maria de Lombaerde, fundador da Congregação).


Em seus agradecimentos o Pe. Antônio usou as palavras do padre fundador "Senhor, eu vos agradeço muito por ter me chamado à vida sacramentina, e por me ter dado como modelo de vida eucarística a própria Mãe de Jesus a quem tenho a alegria de chamar de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento".